Aos Caminhantes

Desde o século IX milhares de pessoas cruzam a Espanha inteira, de leste à oeste, a pé. Isso para muitos parece uma loucura. Mas, para os que percorrem o Caminho de Santiago de Compostela, este é um caminho de espiritualidade e auto-conhecimento. Considerada uma das principais rotas de peregrinação do mundo, o caminho é repleto de lugares sagrados. Todo peregrino recebe instruções e ajuda por todo o caminho. Enfim, tudo o que lhe é necessário para ter uma experiência espiritual lhe é fornecido.

Muitos são os relatos de peregrinos que começaram sua jornada carregando uma mochila cheia de produtos “indispensáveis” à vida. A cada quilômetro a mochila passa a pesar mais, e o que era indispensável passa a ser dispensável, de forma que ao término da caminhada o peregrino tem consigo apenas um bastão para lhe servir de apoio, um cantil com água e uma muda de roupa. Aí está a magia do Caminho. Ele revela ao peregrino aquilo que realmente lhe é importante.

Num mundo tão cheio de elementos fundamentais à vida, nós, que originalmente fomos chamados de o “povo do caminho”, devemos participar de uma peregrinação que, abandonando a futilidade das coisas “fundamentais”, encontre um padrão de espiritualidade que sacie a fome do nosso ser religioso.

Gostaria de convidá-lo a percorrer a ancestral rota da espiritualidade bíblica. Buscar rever o que é fundamental na experiência religiosa. Olhar para nossa mochila e jogar fora o peso desnecessário, nutrirmos nosso ser com o que realmente nos dará forças para andar.

A metáfora da caminhada será nossa guia nesse blog. Teremos um caminho, faremos paradas, conheceremos lugares e pessoas, enfim, tudo o que faz parte de uma peregrinação.

Te espero no caminho.

Um comentário:

Karin disse...

querido Marcelo
Tua inspiração (o Espírito em ti) me alegrou o coração e os olhos...
obrigada!
Continue mostrando o que realmente importa para entrar no Reino dos Céus.
um abraço
karin wondracek